44 3252-1177

[email protected]

Dia de Campo em São Jorge do Ivaí destaca a importância do Milheto:

Foi realizado em São Jorge do Ivaí no dia 18/06 Dia de Campo sobre a cultura do milheto. O evento foi coordenado pela unidade local do Instituto EMATER tendo como parceria a Prefeitura Municipal, a SAMAE e a Cooperativa SICREDI União PR/SP.



A propriedade onde a cultura está instalada fica sob a responsabilidade dos irmãos Valmir Contardo Sala e Antonio Marcos Sala, na comunidade do KM 14. Como palestrantes do Instituto participaram o Engenheiro Agrônomo Celso Daniel Seratto, mestre em Economia, coordenador de solos na Unidade Regional de Maringá, Engenheiro Agrônomo Eduardo Henrique Lima Mazzuchelli mestre em microbiologia do solo e Engenheiro Agrônomo Claudinei Antonio Minchio, Doutor em Fitopatologia, ambos da Unidade local do Instituto EMATER.



Participaram 25 pessoas entre técnicos e produtores que puderam ver de perto a importância do milheto na formação da cobertura verde do solo e suas consequências nas melhorias da qualidades do solo quanto à diminuição da amplitude térmica, aumento e manutenção da umidade, melhoria das qualidades físicas, químicas e biológicas.



De acordo com Minchio, coordenador do dia de campo, a adubação verde é uma prática muito antiga, só que nos dias atuais ela vem sendo colocada de lado, pois o agricultor tem sido levado a obter lucros muito rápidos, transformando o solo numa fábrica onde a impressão que se tem é a de que só colocando mais adubo, uma boa semente e controlando plantas daninhas, pragas e doenças, se obterá grandes produções, tanto de soja como de milho.



Porém, isso é um grande engano! O solo é vivo e não funciona do jeito e da hora que a gente quer. Os seres vivos que compõem o solo, como microrganismos, minhocas e outros pequenos seres estão em harmonia e necessitam de alimento, temperatura adequada e umidade para se manterem e consequentemente ajudarem o produtor a melhorar sua produção.



Nós vimos bem claramente isso, conta Minchio, quando tanto na seca da safra retrasada quando nessa agora que atingiram em cheio tanto a soja quanto o milho, os agricultores que fizeram cobertura do solo com adubos verdes, incluindo-se aí tanto milheto, como brachiaria e aveia preta no inverno, foram os que tiveram maiores produtividade quando comparados aos demais que somente fazem a sucessão soja-milho safrinha. Nós temos que voltar a cuidar melhor da terra para que ela tenha vida e que as produções que queremos sejam maiores e com menores custos. Neste contexto, o milheto, além de propiciar um aumento da palhada que cobre o solo, ainda ajuda na diminuição da população de nematoides, aumenta a fertilidade do solo, com a reciclagem de nutrientes, principalmente nitrogênio, fósforo e potássio.



O dia de campo sobre milheto ajudou na reflexão principalmente do produtores da região do arenito de que o milho safrinha somente não tem aumentado a rentabilidade do produtor. O milho safrinha sente bastante se ocorrer uma pequena estiagem neste momento e a quantidade de palha produzida por esta cultura não é suficiente e não dura tanto até o plantio da soja o que tem afetado negativamente o rendimento desta cultura também. Portanto, os agricultores concordaram que tem que se inserir uma cultura a mais neste período para que não se tenha um solo desprotegido, sujeito a todo o tipo de variação de temperatura e umidade, resultado das constantes variações climáticas que estamos enfrentando. Um solo desprotegido é um solo estéril, sem vida!



Fonte: Jornal O Regional
Mais Notícias:
  • 21/01/2020 - Máquina de Pintura Viária garante economia de temp...
  • 21/01/2020 - Itaguajé assume Patrimônio Histórico, Arqueológic...
  • 21/01/2020 - Roberto Alvim, Conservadorismo e Arte
  • 21/01/2020 - Presidente da Câmara assume interinamente cargo d...
  • 21/01/2020 - A Posse dos novos membros do Conselho Tutelar
  • 21/01/2020 - Rotary Club de Itaguajé faz doação à APAE
  • 21/01/2020 - Novos integrantes do Conselho Tutelar de Ourizona...
  • 21/01/2020 - Souza assume cadeira na Câmara de Vereadores de N...
  • 21/01/2020 - Ângulo empossa Conselheiros eleitos e reeleitos
  • 14/01/2020 - Câmara de Atalaia devolve mais de R$ 300 mil à Pre...
  • 14/01/2020 - Maringá sedia campeonato internacional de Handebol
  • 14/01/2020 - Paranavaí será a capital estadual da advocacia nos...
  • 14/01/2020 - Campanha União Solidária entrega prêmios em Maring...
  • 14/01/2020 - Peregrinos a cavalo e bike fazem a 1.ª Expedição d...
  • 14/01/2020 - Posse do Conselho Tutelar em Santa Inês
  • 14/01/2020 - Veja os novos Conselheiros Tutelares de Paranaci...
  • 14/01/2020 - Novos Conselheiros Tutelares tomaram posse em Nov...
  • 07/01/2020 - Jardim Olinda já tem o dinheiro para licitar a con...
  • 07/01/2020 - Lourenço e Lourival cantam e encantam no Show da R...
  • 07/01/2020 - Horta comunitária de Mandaguaçu será referência es...
  • 07/01/2020 - Vereadores de Ourizona fazem devolução de dinheir...
  • 07/01/2020 - Santo Inácio empossa novos membros do Conselho Tu...
  • 07/01/2020 - Projeto Ponta do Pé de São Jorge do Ivaí celebra ...
  • 17/12/2019 - Projeto de Arilson, que cria gratuidade do pedágio...
  • 17/12/2019 - Ginásio de Esportes de Flórida é entregue após re...
  • 17/12/2019 - Escolinha de Futebol AA do Distrito de Alto Alegre...
  • 17/12/2019 - Ponte da Amizade ganha sistema de monitoramento in...
  • 17/12/2019 - 3º Desafio Perna e Pedal de MTB em Paranapoema
  • 17/12/2019 - ACIAP está entre as melhores associações comerciai...
  • 17/12/2019 - Francisco Zellerhoff Filho eternizado seu nome ao...
  • Endereço Rua Lord Lovat, 500 - Centro Nova Esperança-PR | CEP: 87600-000 Fone: (44) 3252-1177
    Desenvolvimento Hnet Sistemas