44 3252-1177

contato@oregionaljornal.com.br

Entrando no mundo do CAPS de Colorado:

Um mundo de anjos que lutam especialmente para eliminar preconceitos da própria pessoa ou dos familiares, que sofrem com algum tipo de transtorno mental, que muitas vezes nem procuram o tratamento e com isso continuam em sofrimento. Estes anjos acolham dentro de um ambiente agradável, cuidando da saúde mental. O município de Colorado, criou desde o ano de 2006, o CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) e graças ao empenho do atual prefeito Marcos Mello e a toda equipe do Centro, que não mediram esforços para a construção da sede, com uma estrutura que pode atender cerca de 150 pessoas portadoras de transtornos mentais mensalmente. Contando com uma equipe multidisciplinar sob a coordenação de Rose Ferrari, realiza em torno de 530 procedimentos por mês com abordagem psicossocial.



Ao chegar para ser atendido, o usuário conta com a atenção da recepcionista Alessandra Rodrigues, encarregada de agendar consultas e prestar as informações seja presencial ou por telefone.



O acolhimento é realizado por profissionais de psicologia: Márcia Fernandes, Maira Contreras e Belina Maronezzi, com cargas horárias diferentes que identificam a demanda, realizando escuta especializada e verificando as necessidades individuais, sociais, familiares, agravos decorrentes do uso de álcool ou drogas, com orientações e acompanhamento psicológico. Consultas médicas com a psiquiatra Doutora Maria Cristina Pandolfo, que acompanha a evolução do paciente com indicações e acompanhamento das medicações.



A enfermeira Marinilza Barteli, zela pelo bem estar físico e psíquico dos usuários, dando orientações da medicação, articulando estratégias com a atenção básica e também hospitalar quando necessário, com procedimentos de rotina, como aferição de pressão arterial e glicemia, educação em saúde, além de visitas domiciliares juntamente com a assistente social Rose Faria Eller, que em seu campo de atuação assegura o acesso aos direitos dos portadores de transtorno mental, auxiliando no processo de inclusão social através de trabalho, interações familiares e implicações socioeconômicas.



Como o foco do processo grupal, o CAPS conta com espaços onde acontecem as oficinas terapêuticas supervisionadas pela terapeuta ocupacional Luciana Prado, que faz avaliações e análises das atividades, direcionando cada usuário conforme sua limitação, estabelecendo prioridades de estimular os aspectos cognitivos, coordenação motora, treino de AVD (Atividade de Vida Diária), ganho de autonomia e elevação da auto-estima e interação social; utilizando como recurso terapêutico a expressão corporal, trabalhos com argila, artesanatos em geral, atividades lúdicas e passeios. As oficinas também são conduzidas pelo artesão Carlos Delazari que possui habilidades em artes plásticas e corrobora com a expressão através a pintura, auxiliando o usuário em tarefas e produção de peças com materiais diversos, como papelão, EVA, recicláveis, tapeçaria e mosaicos.



No final das atividades é oferecido um lanche, momento em que há socialização e descontração. A organização, limpeza dos ambientes e a rotina da cozinha ficam aos cuidados de Maria Aparecida.



Recurso importante do serviço do CAPS é possuir transporte próprio de usuários que freqüentam as oficinas terapêuticas, contam com a disposição do motorista Edgar de Almeida que tem um itinerário ajustado conforme a dinâmica das oficinas e atividades que acontecem dentro e fora do município, facilitando a participação, mobilidade e acesso aos serviços daqueles que necessitam.



“Você deve em primeiro lugar ter um caso de amor com a sua saúde mental. Ser seu fá, se abraçar e se valorizar como um ser humano único no teatro da existência”. (Augusto Cury)



Fonte: Jornal O Regional
Mais Notícias:
  • 18/09/2018 - Se você não perguntar o porquê das coisas, logo e...
  • 18/09/2018 - Conheça os vencedores do prêmio Educriação 2018
  • 18/09/2018 - Biblioteca Cidadã de Inajá é Contemplada e Partici...
  • 18/09/2018 - Semana Contra o Tabagismo nas Escolas de Ourizona
  • 18/09/2018 - Nova Esperança realizou a 1º Marcha para Jesus
  • 11/09/2018 - Desfile de 7 de setembro relembra marco da soberan...
  • 11/09/2018 - Floraiense é premiado pela EMATER, SANEPAR e a Soc...
  • 11/09/2018 - Municípios do Paraná começam a implantar botão do ...
  • 11/09/2018 - Atleta de Colorado conquista Medalha de Bronze no...
  • 11/09/2018 - CTG Brasil solta lambaris e curimbatás nas represa...
  • 11/09/2018 - Desfile Cívico de 7 de Setembro em Nova Esperança
  • 04/09/2018 - Floraienses comemoram posição e avanço no IDEB
  • 04/09/2018 - Santo Inácio Inova! Projeto Educação Nutricional n...
  • 04/09/2018 - 1ª Noite Cultural da Associação Divina Providência
  • 04/09/2018 - Jardim Olinda é o primeiro município do Paraná a ...
  • 04/09/2018 - Colorado realiza cerimônia para entrega de CMU
  • 04/09/2018 - CAP MASTERS FURACÃO Estréia com goleada e muita f...
  • 04/09/2018 - Equipe de Santa Fé é Ouro no “Bom de Bola”
  • 04/09/2018 - Projeto Ourizona Saudável
  • 04/09/2018 - Pintura Muralista Versão 2018
  • 04/09/2018 - Campeão Piá Bom de Bola de Paranapoema
  • 28/08/2018 - Ordenação Presbiteral do Diácono Lucas Endo Arruda...
  • 28/08/2018 - TG 05-016 de Nova Esperança comemora o Dia do Sold...
  • 28/08/2018 - Realiza a VIII Conferência Municipal dos Direitos...
  • 28/08/2018 - Itaguajé sediou fase regional dos 65º JEPs
  • 28/08/2018 - Entrando no mundo do CAPS de Colorado
  • 28/08/2018 - Biblioteca Cidadã de Inajá promove 1º Piquenique L...
  • 28/08/2018 - Oficina de trânsito vai atender 1.800 crianças no ...
  • 21/08/2018 - Curso de Libras em Itaguajé
  • 21/08/2018 - Ordenação Presbiteral do Diácono Lucas Endo Arruda...
  • Endereço Rua Lord Lovat, 500 - Centro Nova Esperança-PR | CEP: 87600-000 Fone: (44) 3252-1177
    Desenvolvimento Hnet Sistemas