44 3252-1177

contato@oregionaljornal.com.br

Sindicato Patronal Rural de Paranacity realiza reunião de classe da Comarca para discutir e deliberar ações sobre Segurança Pública :

O Sindicato Patronal Rural da Comarca de Paranacity se reuniu na quarta-feira, 15 de Março, para discutir encaminhamentos relacionados à questão da carência na Segurança Pública. O representante da entidade, Aldo Hashimoto disse que resolveu marcar o encontro, em virtude dos graves problemas de segurança pública ocorridos nos municípios da comarca. Foi enfático ao afirmar que a marginalidade não mais se limitava apenas à zona urbana. Segundo o presidente, as propriedades rurais têm sido alvo de roubos os mais diversos, na maioria das vezes de forma violenta por parte dos marginais.



No intuito de buscar soluções para o que considera dos mais graves problemas enfrentados pelos Municípios da Comarca, convidou o juiz, o promotor, o delegado e representantes de classes do município sede da comarca, bem como os Prefeitos e os Presidentes de Câmara dos Municípios de Cruzeiro do Sul, Inajá, Paranapoema, Jardim Olinda e Paranacity para o debate com troca de idéias e sugestões no sentido de se efetivar medidas na busca de soluções para a questão. Disse que na condição de Presidente da entidade vinha recebendo cobranças de diretores e associados devido ao alto nível de criminalidade que afetava diretamente toda a comarca, no entanto se sentia frustrado pela ausência de tantas autoridades que não se faziam presentes, embora convidados com antecedência.


 


O produtor de Cruzeiro do Sul, João Ângelo Leonardi, aposentado, disse que lamentava a ausência das autoridades, uma vez que a questão em debate estava diretamente ligada ao papel daqueles que tem compromisso com as comunidades que representam, em todas as esferas. Falou do fortalecimento das ações de segurança pública com a provável efetivação de um Conselho Municipal de Segurança, não obstante tinha dúvidas já que, na maioria dos casos que tivera conhecimento, esses conselhos só funcionavam com a participação financeira da comunidade de sua jurisdição. Para ele isso significava mais uma carga financeira para quem já vem assumindo compromissos que deveriam ser custeados pelo poder público, responsável direto na questão de segurança pública.


 


Propunha a formação de uma comissão, dentre os presentes, para cobrar das autoridades medidas em favor do aprimoramento da Segurança Pública para a população trabalhadora que se encontrava à mercê da marginalidade que acometera na comarca. Sublinhou o pedido de ajuda nesse sentido, aos representantes das prefeituras presentes na discussão.
O também produtor rural do Município de Cruzeiro do Sul, Pedro Arinos da Cunha Neto, em depoimento demonstrou sua indignação, destacando que sua propriedade, Fazenda Flor da Mata, havia sido roubada 5 vezes e, em todas as ocasiões, fez registro de Boletim de Ocorrência na delegacia, entretanto até o presente momento nenhuma autoridade compareceu em sua propriedade para investigar os casos, dos quais tinha, inclusive filmagens gravadas, já que a propriedade conta com proteção de câmeras e alarme.



A Secretária da Associação Comercial e Industrial de Paranacity - ACIPAR - Edneia Alves Nakajima, disse que no ano passado fora realizada reunião análoga, na Casa da Cultura, onde esteve presente e saiu mais indignada do que hoje pela ausência das autoridades responsáveis, pela falta de compromisso e respeito pela população. Inclusive fora proposta a reativação do Conselho Municipal de Segurança Publica, não obstante não houve aceitação das autoridades presentes naquela ocasião.



O vice-prefeito, Rodolfo Vismara – representante do Poder Executivo do Município de Paranacity corroborou a informação da Secretária da ACIPAR e disse que acreditava que com o apoio de todos era possível minimizar os problemas de Segurança no Município e região; que acreditava na importância do disque 190, que hoje não funcionava. Disse que através dos esforços da Prefeita Sueli Wanderbrook e sua equipe, conseguiram um aumento do efetivo de 6 policiais, só que em contrapartida 3 policiais foram embora. No ponto de vista do Vice-Prefeito Rodolfo Vismara, a criminalidade tende a aumentar, devido à forte crise política e financeira que se instalou no País.



O Vice-Presidente do Sindicato Patronal Rural, Sidney Soda disse que era louvável o aumento do contingente policial, no entanto o trabalho de segurança preventiva deveria ir além de multar carros e motos. Entendia ser necessário a presença nas ruas dos policiais destacados para uma maior inter relação com a comunidade.



O vereador Milton Aparecido Andrade da Fonseca, Presidente da Câmara Municipal de Cruzeiro do Sul, parabenizou a iniciativa do Presidente do Sindicato, Aldo Hashimoto. Lembrou que na década de 80 foram municipalizadas a Saúde e a Educação gerando uma sobrecarga financeira para os municípios, principalmente os de pequeno e médio porte. Nas discussões observou o anseio de todos os presentes em relação à falta de segurança pública. Não se podia pensar em municipalizar Segurança Pública, mas os municípios, através de iniciativas como a que ocorria, sociedade civil organizada e poder público, muito se podia fazer no sentido de sublimar a situação em que se encontravam, não apenas os municípios da comarca, mas todos os que a isso se propunham, já que a problemática da questão tratada ocorre em todo o país.


 


Para o presidente não via culpabilidade das autoridades policiais, cujo contingente era muito pequeno para atender os cinco municípios da comarca. Informou que para o seu Município estavam previstos o destacamento de três policiais e a doação de uma nova viatura, mas apenas isso não resolveria plenamente a questão de segurança pública por questões de escalas a que têm direito os policiais que não poderiam estar à disposição durante as 24 horas do dia. Disse que sempre pregou que cada município era um canteiro de uma horta chamada Estado do Paraná, logo cada um deveria cuidar, em primeiro momento, do seu canteiro, mas entendia que o canteiro da discussão estava sendo a Comarca de Paranacity.


 


Respeitava todas as propostas que foram feitas durante as discussões, no entanto cria que até por uma questão de respeito aos que estavam presentes, propunha a redação de uma matéria a ser veiculada no Jornal O Regional, órgão de comunicação que abrange os municípios envolvidos, com distribuição, nos cinco municípios através das representações locais, para ciência nas comunidade. A partir disso, Aldo Hashimoto, mentor da iniciativa, deveria organizar visitas aos representantes do Poder Executivo e Legislativo dos municípios para o agendamento de uma reunião com o Secretário de Segurança Pública e o Comandante Geral da Polícia Militar do Estado do Paraná para a efetivação de soluções conjuntas nesse sentido, mesmo porque haveria o entendimento das autoridades estaduais do empenho e preocupação de pessoas comprometidas com as questões mais prementes de suas comunidades. Assegurou que essa seria uma postura inicial e que, certamente, seria adotada por outros segmentos da sociedade paranaense.



Nivaldo Oliveira – Secretário de Esporte e Lazer, no ato representando o Prefeito Municipal de Cruzeiro do Sul, parabenizou a iniciativa do Presidente do Sindicato e ratificou para formar a frente política de cobrança de atitudes na área de Segurança Pública junto ao Estado era preciso a união dos Poderes da Comarca: do Executivo, com envolvimento de todos os prefeitos; do Legislativo, com participação de todos os vereadores; do Ministério Público; do Judiciário e da sociedade civil organizada, presentes em todos os municípios. Acreditava, fielmente, que a reunião era o começo de uma página favorável à história da Segurança Pública da Comarca.



As autoridades e representantes presentes à reunião acataram a propositura como uma ação concreta, cujas práticas estariam sendo alinhavadas em todos os segmentos dos municípios envolvidos que manifestaram entendimento de que assim, a iniciativa do Sindicato Patronal Rural da Comarca de Paranacity haveria de fecundar. (MAAF).



Fonte: Jornal O Regional
Mais Notícias:
  • 06/11/2017 - Janaina Alves de Góes, Professora destaque da regi...
  • 06/11/2017 - SOLIDARIEDADE
  • 06/11/2017 - Ourizona e Campo Mourão decidem final masculina do...
  • 06/11/2017 - Itaguajé realizou 1º Bingo Café para idosos
  • 06/11/2017 - O Município de Cruzeiro do Sul realiza fase estrat...
  • 06/11/2017 - Recurso para aquisição de Ônibus Escolar 0km é ass...
  • 06/11/2017 - Distrito Alto Alegre em Colorado recebe Praça Esp...
  • 06/11/2017 - Cruzeiro do Sul sedia Torneio Regional de Gueitebo...
  • 06/11/2017 - Outubro Rosa inspira atividades em prol da prevenç...
  • 30/10/2017 - Balões Rosa são soltos ao Céu em Santa Inês simbo...
  • 30/10/2017 - Prefeita Professora Leu realiza Jantar de Confrate...
  • 30/10/2017 - Acontece em Itaguajé solenidade em homenagem ao Sa...
  • 30/10/2017 - Palestra sobre Segurança Pública em Floraí
  • 30/10/2017 - Comunidade São Judas Tadeu na Vila Regina festeja ...
  • 30/10/2017 - 28 de Outubro Dia do Servidor: café da manhã, conf...
  • 23/10/2017 - Professora Leu assina Plano de Carreira do Magisté...
  • 23/10/2017 - Castração gratuita de cães e gatos agora é Lei em ...
  • 23/10/2017 - Desenvolvimento Territorial do “Pirapanema” conclu...
  • 23/10/2017 - Agricultores de São Jorge do Ivaí aprendem a faze...
  • 23/10/2017 - 176 novas moradias para Floraí
  • 16/10/2017 - Prefeito Juninho de Itaguajé anuncia nova secretár...
  • 16/10/2017 - Richa recepciona profissionais que vão atuar no P...
  • 16/10/2017 - O jeito alemão de usar energia renovável
  • 09/10/2017 - Santo Inácio é Medalhista de Ouro nos 64º JEP’s Bo...
  • 09/10/2017 - Primeiro livro do Brasil foi escrito em Itaguajé
  • 09/10/2017 - Com recursos próprios, Prefeitura de Jardim Olind...
  • 09/10/2017 - Biblioteca Cidadã de Inajá promove evento cultura...
  • 09/10/2017 - Programação Neurolinguística é tema de palestra em...
  • 09/10/2017 - Porto Rico à Porto São José pela Estrada Beira Rio...
  • 09/10/2017 - FUTEBOL DE CRUZEIRO DO SUL É DESTAQUE NO 64º JEP’...
  • Endereço Rua Lord Lovat, 500 - Centro Nova Esperança-PR | CEP: 87600-000 Fone: (44) 3252-1177
    Desenvolvimento Hnet Sistemas